Blog

O francês é descende do latim falado através do Império Romano, como também de outras línguas nacionais como o italiano, o português, o espanhol, o romeno e o catalão. Seus parentes mais próximos são as demais langues d'oïl e as línguas crioulas baseadas no francês. Seu desenvolvimento também foi influenciado pelas línguas celtas nativas da Gália antes da chegada dos romanos e pela língua frâncica dos invasores francos após a partida dos romanos.

No século XVII a meados do século XX, o francês serviu como a linguagem preeminente da diplomacia e de assuntos internacionais. O primeiro texto que se tem registro em francês é o “Juramentos de Estrasburgo” datado de 842.  O idioma falado no norte da Gália (considerado França) foi, durante muito tempo, uma variante do latim com alguns toques de frâncico (idioma dos francos) em todo o âmbito fonético. No entanto, houve uma evolução um pouco diferente no sul (diferentes sotaques do idioma francês) que resultou na língua d’oc ou língua occitana. Ela ficou limitada a uma região geográfica.

É difícil especificar quando exatamente o latim deixou de ser a língua dessa região. Porém, calcula-se que o idioma falado na França desde o século VII era diferente do latim. Com o tempo, começou a aparecer uma literatura escrita própria, com textos literários. É difícil especificar quando exatamente o latim deixou de ser a língua dessa região. Porém, calcula-se que o idioma falado na França desde o século VII era diferente do latim. Com o tempo, começou a aparecer uma literatura escrita própria, com textos literários como famoso Cantar de Roldán.

O francês é falado em cerca de 136 milhões de falantes nativos no mundo, é a língua oficial em 30 países, a maioria dos quais integra a chamada La Francophonie, a comunidade dos países francófonos. É língua oficial em todas as agências das Nações Unidas e em grande número de organizações internacionais. São 500 milhões se incluídos os que a falam como segunda língua ou como língua estrangeira. Além do mais.

Já que a ideia é aprender francês, por que não praticar e aprender na Escola de francês, Lumière idiomas e traduções, que tem total flexibilidade de horário e programas que se adaptam a sua necessidade. 

 

A Língua Francesa é falada em mais de 30 países, são cerca de 136 milhões de pessoas nativas utilizando esta língua pelo mundo. Também a língua francesa é a segunda mais ensinada no mundo perdendo apenas para a língua inglesa, são aproximadamente, 200 milhões de pessoas que aprendem. E para fechar esses dados com chave de ouro segundo dados de 2017 o francês era a 6ª língua mais falada no mundo. Que tal fazer parte desses 200 milhões de pessoas e vem aprender francês na Lumière Idiomas e traduções, sabemos exatamente o que você precisa!

Países onde a Língua Francesa é falada:

- França
- República Democrática do Congo 
- Canadá
- Madagáscar
- Costa do Marfim
- Guiné
- Guiné Equatorial
- Camarões
- Mônaco
- Burkina Faso
- Mali
- Senegal
- Bélgica
- Ruanda
- Haiti
- Suíça
- Burundi
- Togo
- República Centro-Africana
- Gabão
- Comores
- Djibouti
- Líbano
- Luxemburgo
- Guadalupe
- Martinica
- Vanuatu
- Seychelles

 

A Língua Francesa é a principal segunda língua utilizada pelos habitantes nos seguintes países: 

- Argélia
- Tunísia
- Maurícia
- Marrocos
- Mauritânia

 

Já que a ideia é aprender francês, por que não praticar e aprender na Escola de francês, Lumière idiomas e traduções, que tem total flexibilidade de horário e programas que se adaptam a sua necessidade. 

 

Quais as diferenças entre o francês do Canadá e o da França?

 

A colonização Francesa no território canadense iniciou-se no século XVI onde a maior parte esta localizada em Quebec no Canadá, nesta região se estabeleceu o dialeto do Norte de Paris às Américas.

A diferença entre o francês do Canadá e a França começa na nasalização das vogais, no francês canadense, é uma de suas características que não são encontradas no francês da França, um exemplo, é o termo “pain”, que na França é pronunciado quase como “pã” e no Quebec como “péin”. Essa característica se destaca, pois o inglês americano influenciou na pronuncia da língua canadense. As diferenças fonéticas estão nas palavras com grafia e significados diferentes, mas com a mesma pronuncia, por exemplo a palavra “maître” (mestre) e “mettre” (colocar). Na França, não há diferença quanto à pronúncia dessas duas palavras. Já em Quebec, o “é” da segunda é mais alongado que o da primeira. As contrações são muito utilizadas no francês canadense veja estes dois exemplos: “il” vai para “y” / “plus” pode virar “pu”.

Essas pequenas diferenças entre o Canadá e a França não interfere a base da língua de ambos os países, a base da língua continuará sendo a mesma,  seria como você sair do Brasil e decidir visitar Portugal, então não se preocupe caso você deseje visitar os dois países, é possível se comunicar com tranquilidade.

Já que a ideia é aprender francês, por que não praticar e aprender na Escola de francês, Lumière idiomas e traduções, que tem total flexibilidade de horário e programas que se adaptam a sua necessidade.

 

Aprenda Francês de forma rápida na melhor escola de Campinas.
Cursos em turmas:

1º Semestre
Curso Intensivo - 22/01/2020 à 22/02/2020
Curso Extensivo - 11/03/2020 à 29/06/2020

2º Semestre
Curso Intensivo - 01/07/2020 à 29/07/2020
Curso Extensivo - 12/08/2020 à 30/11/2020

Aulas individuais de acordo com a necessidade do aluno.

CONSULTE-NOS AQUI PARA MAIS INFORMAÇÕES

Lumière Idiomas e Traduções

Recette de la blanquette de veau

-800g de sauté de veau

-60g de beurre demi-sel

-2 cuillerées à soupe de farine

-1 oignon

-4 clous de girofle

-5 feuilles de laurier

-2 branches de thym

-1 cube de bouillon de veau

-200g d'oignons grelots

-2 carottes

-10 champignons de Paris

-30cl de crème liquide entière

-2 jaunes d'œufs

-1 cuillerée à soupe de jus de citron

-sel, poivre, noix de muscade

 

Placez 40g de beurre (sur les 60) dans une cocotte sur feu assez fort.

Quand il crépite, ajoutez les morceaux de sauté de veau.

Salez, poivrez généreusement.

Faites colorer légèrement la viande. Si elle rend du jus, faites-la s'évaporer. Quand la viande est bien saisie de tous les côtés, ajoutez les deux cuillerées à soupe de farine.

Mélangez soigneusement à la cuillère pour bien la répartir dans la cocotte. Tout en mélangeant, ajoutez progressivement de l'eau froide. Vous devez en ajoutez suffisamment pour recouvrir totalement la viande.

Placez les feuilles de laurier, les branches de thym et le cube de bouillon de veau.

Coupez un oignon en deux et piquez chaque moitié avec deux clous de girofle. Placez-les ensuite dans le jus.

Fermez le couvercle puis baissez le feu au minimum pour maintenir une légère ébullition. Faites cuire pendant 2 heures à 2h30 en mélangeant de temps en temps. Je vous assure que l'odeur va être incroyable  !!

Au bout de ce temps, vérifiez la cuisson de la viande. Elle doit être très tendre. Si ce n'est pas encore le cas, poursuivez encore la cuisson. Vous pouvez ajouter au besoin un peu d'eau.

Quand la viande est bien moelleuse, retirez-la du jus avec l'oignon, le laurier et le thym. Vous ne garderez ici que la viande.

Mettez à la place les oignons grelots et les carottes épluchées et coupées en rondelles. Pour les éplucher facilement, allez voir mes explications sur la daube!

Direction la cocotte !!

Faites cuire une petite demi-heure. Les légumes doivent être cuits comme il faut et le jus un peu réduit et onctueux. Versez alors la crème.

Enlevez les légumes et mettez-les de côté avec la viande.

Salez, poivrez et ajoutez de la noix de muscade dans la sauce. Goûtez pour rectifier l'assaisonnement en essayant de ne pas manger le contenu (c'est déjà tellement bon !!)

Dans un bol, mettez les deux jaunes d'œufs.

Mélangez-les et versez dessus une bonne louchée de sauce bien chaude. On peut voir qu'elle est encore un peu grumeleuse à la ce stade.

Ajoutez la cuillerée à soupe de jus de citron.

Mélangez bien puis versez dans la sauce bien chaude tout en fouettant.

Ajoutez les 20g de beurre demi-sel restants, mélangez bien: la sauce est devenue bien onctueuse et ultra-savoureuse !!

Remettez la viande et les légumes dans la sauce et maintenez au chaud jusqu'au moment de servir.

À déguster avec du riz, des pâtes ou encore des pommes de terre cuites au four par exemple ! Vous pouvez bien sûr la préparer la veille puis la faire réchauffer. Si la sauce est trop ferme et n'est plus assez onctueuse, ajoutez un peu d'eau.

 

 

Curso de Francês, aulas de francês, aulas particulares de francês, traduções, intercâmbio, francês para viagens, aprenda francês conosco.

Lumière Idiomas e Traduções

Receita de Ratatouille

Ingredientes

– 1 pimentão vermelho

– 300g de cebola

– 650g de abobrinha italiana

– 160g de berinjela

– 650g de tomate maduro

– 20ml de azeite de oliva

– 1/3 de cabeça de alho

– 10g de açúcar

– raminhos de salsinha, 2 folhas louro e raminhos de tomilho

– sal a gosto

– pimenta-do-reino a gosto

– óleo de milho (ou de amendoim) para fritar

 

Modo de preparo

1- Lavagem

Lave todos os legumes e retire as partes não-aproveitáveis. Tire as sementes e pique os pimentões e a cebola em cubos, a abobrinha e a berinjela em retângulos (formato de “dominó”). Reserve. Passe os tomates rapidamente por água fervente, para tirar a pele. Corte os tomates em quatro partes e tire as sementes. Reserve. Descasque os dentes de alho e pique em pedaços pequenos, ou passe pelo espremedor.

 

2- Frite os legumes

Feito isso, comece a fritar os legumes, separadamente. Primeiro, frite o pimentão em um fio de óleo de milho. Quando estiver cozido, mas não excessivamente mole, retire e deixe escorrer em papel-toalha. Reserve.

Faça a mesma coisa com a cebola: frite no óleo de milho até dourar, sem deixar escurecer demais. Quando estiverem douradas, acrescente um pouquinho de sal, tire do fogo e reserve.

Repita o procedimento com a abobrinha. Ela vai estar no ponto quando tiver soltado toda a água. Salgue levemente no final da cocção e deixe de lado.

Agora só falta a berinjela. Antes de fritar, ferva rapidamente os retângulos de berinjela em água, escorra, e frite em seguida no óleo de milho.

 

 3- Cozimento

Depois de fritar todos os legumes separadamente, você vai precisar de uma panela grande e pesada para finalizar o prato. Coloque o azeite de oliva, o alho picado, o açúcar e os demais temperos verdes para refogar. Tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto. Acrescente os tomates e deixe cozinhar por mais ou menos 15 minutos – até os tomates derreterem.

Feito isso, acrescente todos os legumes reservados, misture e deixe cozinhar por mais ou menos 30 minutos. Quando estiver cozido, retire os galhos de tempero e louro, e está pronto para servir.

 

Escola de Francês, aulas de Francês, curso de francês, aulas particulares de Francês, traduções, intercâmbio na França, intercâmbio em Quebec, aprenda Francês conosco.

Lumière Idiomas e Traduções

 

 

Quiche de escarola

 Ingredientes 


2 xícaras (chá) de farinha de trigo 
100g de margarina 
1 ovo 
Sal a gosto 

Recheio 
2 xícaras (chá) de escarola cozida 
1 cebola pequena 
1 dente de alho 
2 colheres (sopa) de azeite 
1 colher (sopa) de farinha de trigo 
1 ovo 
Sal e pimenta a gosto 
2 colheres (sopa) de requeijão light 

Modo de preparo 

Para a massa: 
Misture a farinha, a margarina, o ovo e o sal e deixe descansar por 15 minutos. Em seguida, abra a massa e forre uma forma para quiche. Leve para assar, sem dourar muito. Retire e reserve. 

Para o recheio: 
Leve ao fogo o azeite e refogue a escarola. Reserve. 
Bata no liquidificador os demais ingredientes, reservando o queijo ralado. Misture o refogado com a mistura do liquidificador, coloque sobre a massa, salpique parmesão e retorne ao forno até dourar.  

 

escola de francês, aulas de francês, curso de francês, aulas particulares, traduções, intercâmbio  para frança, aprenda francês conosco.

Lumière Idiomas e Traduções

MONUMENTS FRANÇAIS.

1 – Disneyland Paris – Marne la Vallée (77) : Le parc d’attraction Disneyland Paris, ouvert en 1992, est la destination touristique numéro 1 en France avec 15,6 millions de visiteurs en 2011. Un parc Féerique, Disneyland c’est le rêve des petits comme des grands.

2 – Musée du Louvre – Paris (75) : Un des plus beaux musées au monde, avec la Joconde, le radeau de la méduse et tant d’autres œuvres majeures… Avec presque moitié moins de visiteurs que  Disneyland Paris, le Louvre prend la deuxième place du classement avec 8,8 millions de visiteurs en 2011.

3 – La Tour Eiffel – Paris (75) :La Tour Eiffel l’un des monuments qui symbolise le mieux la capitale française arrive en troisième position de ce classement avec 7,1 millions de visiteurs en 2011.

4 – Château de Versailles – Versailles (78) :Connu et reconnu dans le monde entierle Château de Versailles arrive en quatrième position du palmarès de l’Insee,  avec 6,7 millions de curieux qui se sont pressés pour découvrir la galerie des Glaces, les jardins ou encore les appartements de Marie-Antoinette en 2011…

5 – Musée d’art moderne du Centre Pompidou – Paris (75) :Consacré à l’art moderne des 20ème  et 21ème siècles, plus communément appelé le Centre Pompidou ou encore le Centre Beaubourg, le Musée d’art moderne est le cinquième site touristique français avec 3,6 millions de visiteurs en 2011…

 

6 – Musée d’Orsay – Paris (75) :Le Musée d’Orsay est une référence pour découvrir l’impressionnisme et grâce à ses chefs d’œuvres de peinture et de sculpture des plus grands artistes, Le Musée d’Orsay est le sixième site touristique français avec 3,1 millions de visiteurs en 2011.

Escola de Francês, aulas de francês particular, curso de francês, traduções, aprenda francês conosco.

Lumière Idiomas e Traduções.

Escola de Francês, curso de Francês, aulas de francês particular, aulas de francês em turma, traduções, aprenda francês conosco.

Lumière Idiomas e Traduções

 

Escola de Francês, aulas de Francês, curso de Francês, aulas particulares de Francês, traduções, aprenda francês conosco

Páginas